Selo comemorativo à Nossa Senhora Aparecida será lançado em Sergipe


Em parceria com a Arquidiocese de Aracaju, os Correios vão realizar o lançamento estadual do selo comemorativo aos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida. O ato de obliteração acontecerá no próximo dia 10, às 19h30, na Paróquia-Santuário dedicada à padroeira do Brasil, no conjunto Bugio, em uma das noites do Dozenário de preparação para a Festa do dia 12 de outubro.

Com valor facial equivalente ao 1º porte de carta comercial (R$ 1,90), o selo autoadesivo destaca ao centro a figura de Nossa Senhora Aparecida e, ao fundo, traz elementos como um cesto, que remete à pesca, ofício dos três homens que encontraram a imagem no rio Paraíba do Sul, em São Paulo. Também estão em destaque as cores da bandeira do Brasil, país que aclamou Nossa Senhora Aparecida como padroeira.

Na arte, de autoria de Pâmela Prudente, foram utilizadas técnicas de fotografia e computação gráfica. A tiragem é de 1,5 milhão de selos, impressos pela Casa da Moeda do Brasil. Em circulação desde o dia 12 de setembro, a emissão postal pode ser adquirida nas agências dos Correios em todo o país e na loja virtual dos Correios. No dia 12 de outubro, durante festejos organizados pela Igreja Católica em Aparecida (SP), será lançado um bloco postal com a mesma temática, com simulação gráfica de aquarela e detalhes em prata e dourado.

Imagem

Segundo relatos, em 1717, o conde de Assumar, governante da capitania de São Paulo e Minas, estava de passagem pela cidade de Guaratinguetá. Os moradores decidiram fazer uma festa para homenageá-lo. Precisamente no dia 12 de outubro, os pescadores Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso lançaram seus barcos no Rio Paraíba do Sul com a intenção de oferecer peixes ao conde. A época não era propícia à pesca. Os três rezaram para a Virgem Maria e pediram a ajuda de Deus.

Após várias tentativas infrutíferas, prestes a desistir da pescaria, João Alves jogou sua rede novamente e apanhou o corpo de uma imagem da Virgem Maria, sem a cabeça. Ele lançou de novo a rede e apanhou a cabeça da imagem. A partir daquele momento, os três pescadores pescaram tantos peixes que seus barcos quase viraram.

A imagem foi levada para a residência de Filipe Pedroso, onde as pessoas da vizinhança se reuniam para orar. A devoção foi crescendo entre o povo da região e uma capela foi construída. Vários milagres eram atribuídos à santa. O número de fiéis não parava de aumentar e, em 1834, foi iniciada a construção de uma igreja maior, que acabou se tornando o quarto maior santuário do mundo.

#300anosdeAparecida #Selo300Anos #SantuárioArquidiocesano

Arquidiocese 

aracaju

de

Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Aracaju

Praça Olímpio Campos, 228, Centro, Aracaju/SE - CEP: 49010-040

E-mail: comunicacao@arquidiocesedearacaju.org / Telefone: (79) 3216-3000