Ação de Graças pelos 50 anos de criação da paróquia Nossa Senhora de Fátima


A festa de Nossa Senhora de Fátima, neste domingo, 13 de maio, teve um significado muito especial para a comunidade paroquial do Ponto Novo, em Aracaju. A missa solene das 12h, presidida por Dom João José Costa, foi celebrada em ação de graças pelos 50 anos de criação da paróquia. Concelebraram os padres Rinaldo Rezende e João Félix, respectivamente, pároco e ex-pároco.

Um breve histórico apresentado durante a missa pelo padre Rinaldo revela que antes da criação da paróquia, em 14 de maio de 1968, no governo pastoral de Dom José Vicente Távora (1958-1970), o bairro era assistido por padres salesianos.

O livro de Tombo da paróquia registra que, em 8 de setembro de 1961, numa primeira visita ao lugarejo, o padre Luiz Cicipin estava acompanhado de três Legionárias de Maria: Eremita, Clotilde e Maria Bernadete. De imediato, elas aceitaram o desafio de fundar o Centro Catequético Nossa Senhora de Fátima que, durante os primeiros três meses, funcionou à sombra de um cajueiro, ao lado de um terreiro de Candomblé. A primeira turma foi formada por um grupo de 12 crianças.

No início da década de 1960, o Ponto Novo era um povoado muito pobre, sem água, sem luz e sem acessos. Havia apenas três casas de alvenaria e quinze casebres cobertos de palhas. A primeira festa em honra à Virgem de Fátima foi celebrada em 1963, numa modesta casa emprestada por uma moradora do bairro.

A avenida onde está localizada a Matriz da paróquia recebe o nome de um dos salesianos que deram valiosa assistência à comunidade: o padre Nestor Rabelo Sampaio (1918-1983), vigário da paróquia Nossa Senhora Auxiliadora. O terreno onde foi construída a capela, depois transformada em Igreja Matriz, havia sido doado ao padre Nestor.

Várias mãos se somaram com esses religiosos para ampliar e fortalecer cada vez mais a presença da Igreja nessa comunidade: a Legião de Maria, o Apostolado da Oração, grupos de catequese e incontáveis fiéis.

A solene celebração de posse do primeiro vigário da paróquia Nossa Senhora de Fátima, o padre Manoel Caldas, há meio século, foi presidida pelo padre José Carvalho de Sousa (Monsenhor Carvalho), então reitor do Seminário Sagrado Coração de Jesus.

50 anos depois, a paróquia Nossa Senhora de Fátima é um belo exemplo da vigorosa presença evangelizadora da Igreja na capital sergipana. Mesmo após sua reforma e ampliação se tornou pequena diante de um crescente número de devotos. A festa deste ano superou a de todos os anos anteriores, em relação a participação de fiéis. Para proporcionar uma proximidade ainda maior dos devotos com Nossa Senhora, o padre Rinaldo Rezende instalou, ao lado do presbitério, uma imagem dela junto com relíquias dos santos Francisco e Jacinta, vindas diretamente de Fátima, Portugal.

Fotos: Carlos Barbosa e Luiz Valério

#ParóquiaNossaSenhoradeFátima

Arquidiocese 

aracaju

de

Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Aracaju

Praça Olímpio Campos, 228, Centro, Aracaju/SE - CEP: 49010-040

E-mail: comunicacao@arquidiocesedearacaju.org / Telefone: (79) 3216-3000