Os grandes propósitos do SAV em nossa Arquidiocese


O Serviço de Animação Vocacional (SAV) nasce do mistério da Igreja e põe-se ao seu serviço. Toda a humanidade é vocacionada, ou seja, chamada por Deus a estar com Ele.

Lembra-nos o Papa João Paulo II, “o fato de que a vocação define, em certo sentido, o ser profundo da Igreja, ainda antes do seu operar. No próprio nome da Igreja, Ekklesia, está indicada a sua intima fisionomia vocacional, porque ela é verdadeiramente ‘convocação’, Assembleia dos chamados” (PDV34).

Sendo a Igreja “Assembleia dos chamados”, todo cristão é um vocacionado, vocacionado a estar junto do mestre, ser íntimo Dele, ser discípulo-missionário, colocando-se por inteiro a serviço da Igreja. Por isso mesmo, o SAV, tem por natureza o próprio ser da Igreja, e tem por missão conscientizar e auxiliar os cristãos quanto a sua vocação de batizados discípulos-missionários de Cristo. Por isso mesmo, nenhuma diocese ou comunidade paroquial pode prescindir da animação vocacional e do dever de organizar este serviço, pois, o cuidado e o cultivo das vocações não devem ser motivados somente por urgências pastorais ou por escassez de agentes evangelizadores, porquanto já dissemos, que, o que motiva a animação vocacional é o próprio ser da igreja.

Deste modo, o SAV não tem por objetivo apenas acompanhar e ajudar as vocações específicas (ao sacerdócio e a vida religiosa), como erroneamente se costuma pensar, isso é empobrecer e esterilizar o serviço, diz-nos o padre José Carlos Pereira, “O Serviço de Animação Vocacional Paroquial não apenas cuida dos vocacionados à vida consagrada, mas ajuda a discernir e acompanha qualquer tipo de vocação, seja ela consagrada ou leiga. [...] Portanto, o SAV é uma ação pastoral que visa despertar todos os batizados para a vocação humana, cristã e eclesial, ajudando-os a descobrir ou discernir os sinais indicadores do chamado de Deus nas suas vidas.” (PEREIRA, p. 12). Por isso mesmo que a finalidade da animação vocacional, organizada e estruturada, é ajudar os batizados a assumirem o seu lugar na Igreja.

O serviço vocacional começa de forma mais ampla suscitando vocações para o reino e oferecendo as condições necessárias para seu amadurecimento e desenvolvimento. Somente num segundo momento é que se trabalha o discernimento para as vocações especificas. Quantos adolescentes e jovens, em nossas paróquias, vivem como que deslocados ou sem “utilidade” dentro da Igreja, pois não conseguem discernir sua vocação e por isso não se põem a serviço? São muitos, que com o acompanhamento devido, podem descobrir sua vocação laical como catequista, como agente de alguma de nossas tantas pastorais, como coroinha, dentro de um âmbito mais social ou quem sabe a uma vocação específica.

Por fim, em nossa Arquidiocese de Aracaju, o SAV nasce com o intuito de despertar, acompanhar, rezar e auxiliar as vocações. Despertar - através da presença e ação dos animadores vocacionais que estarão em cada paróquia; Acompanhar – através dos animadores paroquiais e dos demais membros da comunidade paroquial, sobretudo o sacerdote, dar o suporte espiritual, da escuta, do direcionamento para que a vocação de cada jovem amadureça e este tenha condições de dar seu sim; Rezar – motivar todos os cristãos para a oração pelas vocações, para que o senhor da messe envie operários para sua messe (Mt 9, 38); e Auxiliar – motivar as comunidades paroquiais a ajudar de todas as formas possíveis, sobretudo materialmente, as vocações especificas que surgem, e como máxima expressão deste auxílio, conscientizar o povo de Deus desta Arquidiocese a colaborar diretamente na manutenção dos nossos seminários.

Missão difícil, mas possível, desde que nos abramos ao novo que o Espírito suscita continuamente em sua Igreja, parafraseando São Francisco de Assis, comecemos fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente estaremos fazendo o impossível. Que a Virgem Maria, Mãe das Vocações interceda por nós.

#ServiçodeAnimaçãoVocacional

Arquidiocese 

aracaju

de

Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Aracaju

Praça Olímpio Campos, 228, Centro, Aracaju/SE - CEP: 49010-040

E-mail: comunicacao@arquidiocesedearacaju.org / Telefone: (79) 3216-3000