A Educação Personalizada


A arte de acompanhar sob uma perspectiva humanizadora

De acordo com o Dicionário Aurélio, ‘Acompanhar’ é fazer companhia a; ir de companhia com; seguir a mesma direção (com outro); fazer uma coisa acessória simultaneamente com; ter o mesmo sentimento de outrem; sustentar o canto, a recitação ou a harmonia com sons de instrumentos; andar de companhia; tocar música adequada ao que se canta.

Na Educação Básica atual tem ganhado força nos últimos anos, ações pedagógicas, insumos e metodologia alicerçados no conceito de “Educação Personalizada”. Enquanto movimento que vem de encontro à massificação do ensino e busca criar novas formas de democratização de acesso à educação, o conceito fundamenta-se nos estudos do pedagogo espanhol Víctor García Hoz (1911-1988). Entretanto, se entendermos a personalização da educação no seu sentido etimológico (que também deriva do espanhol: ‘A + companha + ar; pelo espanhol acompañar’.), trata-se de uma aptidão, uma capacidade especial que a pessoa recebe para buscar a perfeição na própria vida ou na vida dos outros. Para a Educação Salesiana, acompanhar não é apenas premissa educativa. É, sobretudo, uma arte.

Na ESTREIA² de 2018, muito oportunamente, o Reitor-Mor nos apresentou o tema: “cultivar a arte de escutar e acompanhar”. Como guia e patrono de Dom Bosco e dos Salesianos, São Francisco de Sales inspirou essa arte, a partir de seu modo de lidar com os seus acompanhados, em três eixos: personalização, humanismo e amizade. Esses eixos evidenciam sua atualidade no mundo fortemente influenciado pelas tecnologias. Quanto mais máquinas podendo realizar ações operacionais, mais necessárias se tornam as virtudes essencialmente humanas. Esses eixos estão presentes na dimensão da espiritualidade salesiana e respaldam a pedagogia fundamentada no Sistema Preventivo de Dom Bosco.

Personalização: para São Francisco de Sales, não deveria existir acompanhamento igual para todos, mas adaptado à pessoa e aos diferentes modos de vida que ela vive. Demonstrava, assim, grande sensibilidade pela individualidade e pela subjetividade, aceitando os acompanhados tal e como são. Nisso conseguia uma admirável sintonia e empatia. Registra-se um pensamento que atribuem ser de sua autoria: “em um jardim cada erva e cada flor necessita um cuidado particular”. Assim, o acompanhamento dedicado promoveria penetrante observação do coração humano, buscando encontrar as raízes do bem e do mal.

Humanismo: a direção espiritual salesiana nasce da grande estima que atribui a um conjunto de valores ligados à pessoa, tais como: respeito ao corpo, à vida afetiva, à ciência e à cultura, à beleza e à elegância. Por isso, tudo é uma pedagogia positiva. Partindo da inspiração de São Francisco de Sales, ser livre é escolher sempre o bem. É um humanismo que não pretende dominar as pessoas ou as consciências, mas ajudar, motivar, ensinar o domínio pessoal.

Amizade: esse aspecto se tornou premissa fundamental para a educação encaminhada por Dom Bosco, pois para São Francisco de Sales não existia verdadeira direção espiritual se não houvesse um clima de amizade recíproca, com presença e escuta ativa. É espiritualidade do “coração ao coração”. Na Educação Salesiana, “Educar é coisa do coração”.

Enquanto um verdadeiro artista no acompanhamento aos seus, São Francisco de Sales influenciou Dom Bosco quanto ao Sistema Preventivo: método educativo baseado inteiramente na razão, na religião e na amorevolezza. Pode-se dizer que esse é "o evangelho em termos de pedagogia". Os educadores devem estar presentes fraternalmente no meio dos jovens, em seus grupos e atividades, acompanhando-os, pois “conseguir-se-á mais com um olhar de bondade, com uma palavra animadora, que encha o coração de confiança, do que com muitas repreensões que só trazem inquietações e matam a espontaneidade” (Dom Bosco).

Portanto, a arte de acompanhar inclui um empenho particular para prevenir e livrar o amor, a razão e a religião dos desvios e dos condicionamentos que impedem ou bloqueiam o desenvolvimento integral dos jovens, cada vez mais imersos, desorientados e frequentemente perdidos no emaranhado de redes e teias do “continente digital”. É nessa adequação aos novos tempos, usando metodologias e plataformas que personalizam os itinerários de aprendizagem, que vemos a urgência em personalizarmos a educação, fortalecendo as virtudes humanas essenciais e contribuindo com um mundo mais equilibrado e justo.

¹Coordenadora Geral Pedagógica do Colégio Salesiano Aracaju.

²Carta que orienta as ações educativas e pastorais da Família Salesiana a cada ano.

#EducaçãoSalesiana #AnaPaulaFYajima

Arquidiocese 

aracaju

de

Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Aracaju

Praça Olímpio Campos, 228, Centro, Aracaju/SE - CEP: 49010-040

E-mail: comunicacao@arquidiocesedearacaju.org / Telefone: (79) 3216-3000