Caridade sem fronteira: Venezuelanos são acolhidos pela Igreja Católica em Aracaju


Após dias de sofrimentos desde a saída da terra natal, a passagem pelo estado de Roraima com muita turbulência, agora, os imigrantes venezuelanos chegam à capital sergipana e foram acolhidos pela Igreja de Aracaju e de Propriá, através do processo de interiorização dos imigrantes, que tem o envolvimento da Cáritas Brasileira.

O desembarque ocorreu nesta terça-feira, 9 de janeiro, por volta das 14h40, no Aeroporto de Aracaju, vindos de Boa Vista, RO, em uma aeronave das Forças Armadas do Brasil. Chegaram trinta e cinco pessoas, sendo que vinte e cinco ficam na Arquidiocese de Aracaju e dez na diocese de Propriá.

O translado em terra, do aeroporto até o Seminário Menor, no bairro Industrial, onde receberam a primeira refeição em solo de Sergipe Del Rei, teve a participação do Exercito Brasileira e envolvimento de Organismos da Arquidiocese de Aracaju, a exemplo da Cáritas Arquidiocesana e do Conal.

A vinda dos venezuelanos foi mediada pelo Arcebispo de Aracaju, Dom João José Costa, que também é o Presidente da Cáritas Brasileira, através de tratativas com o antigo Ministério do Desenvolvimento Social, novo Ministério da Cidadania.

Na recepção ocorrida no Seminário Menor, no Bairro Industrial, o Vigário Geral da Arquidiocese de Aracaju, Padre Genário de Oliveira Junior, representou o Arcebispo, que está em viagem, acompanhado do Coordenador da Ascom, Padre Marcelo Conceição, do Assessor para as Pastorais Sociais, Padre Francisco Nunes, e membros do Conal e da Cáritas. Representando da Diocese de Propriá o Padre Francisco e o Padre Isaías Nascimento, que coduziram os venezuelanos até a cidade de Propriá.

“Com muita alegria recebemos os irmãos venezuelanos, nesta cidade de Aracaju. A Igreja está vivendo o tempo do Natal do Senhor. Recordamos que a sagrada família de Nazaré também precisou se dirigir para outra nação, o filho de Deus também precisou ser acolhido e como todos nos enxergamos Jesus no outro, vemos que é o próprio Senhor que vem ao nosso encontro”, ressaltou o padre Genário.

O imigrante Angél Hernandes, acompanhado da esposa, demonstrava muita gratidão pelo amparo da Igreja. “Fomos muito bem acolhidos, a situação em nosso país não é boa, nossa situação em Boa Vista também era de muita dificuldade, com essa acolhida e recepção sinto-me muito alegre, feliz e sonhando com um futuro melhor”, destacou o imigrante.

Os venezuelanos que estão sob a guarda da Arquidiocese foram encaminhados para as localidades onde vão residir em dois apartamentos, em condomínios do centro de Aracaju, uma casa na Rua Mamede Paes Mendonça, outra parte ficou no seminário Maior, enquanto a casa das proximidades da Avenida Maranhão, que está em reforma, fica pronta. Dez foram encaminhados para a Diocese de Propriá e lá foram acolhidos.


Arquidiocese 

aracaju

de

Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Aracaju

Praça Olímpio Campos, 228, Centro, Aracaju/SE - CEP: 49010-040

E-mail: comunicacao@arquidiocesedearacaju.org / Telefone: (79) 3216-3000