Campanha da Fraternidade 2019 será lançada na quarta-feira de cinzas na Catedral de Aracaju


Dom João expõe para a imprensa os objetivos da Campanha da Fraternidade

A Abertura da Campanha da Fraternidade (CF) 2019 será na Quarta Feira de cinza, 6 de março, às 16h30, na Catedral Metropolitana de Aracaju, que está funcionando no anexo a Rádio Cultura, na Rua Propriá, em Aracaju. O Arcebispo Dom João convida o Clero e todos e modo geral para a celebração.

No coletiva de imprensa, o Arcebispo Dom João José Costa, destacou o objetivo da Campanha da Fraternidade deste ano, que é "Estimular a participação em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade". A coletiva ocorreu hoje, 1º de março, na Cúria Metropolitana de Aracaju.

O tema da CF/2019 é "Fraternidade e Políticas Públicas" e o lema "Serás libertado pelo direito e pela justiça" (Is 1,27), que foram definidos pelo Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da CNBB, considerando o processo que se faz todos os anos junto às dioceses por ocasião da avaliação da Campanha da Fraternidade.

“Nessa questão de políticas públicas, o nosso papel é colaborar, fazendo a nossa parte, para que o direito e a justiça social, através das políticas públicas cheguem para todos”, reforçou dom João, que fez um breve relato das ações específicas que são elencadas pelo texto base da Campanha: Conhecer como são formuladas e aplicadas as políticas públicas estabelecidas pelo Estado brasileiro; Exigir a ética na formulação e concretização das políticas públicas; Despertar a consciência e incentivar a participação de todo cidadão na construção de políticas públicas em âmbito Nacional, Estadual e Municipal; Propor políticas públicas que assegurem os direitos sociais aos mais frágeis e vulneráveis; Trabalhar para que as políticas públicas eficazes de governo se consolidem como políticas de Estado; Promover a formação política dos membros de nossa Igreja, especialmente dos jovens, em vista do exercício da cidadania e Suscitar cristãos católicos comprometidos na política como testemunho concreto da fé.

Sobre o papel da Igreja no reforço das políticas públicas, o Assessor Espiritual para as Campanhas, Padre Adriano Andrade, reforça: “Tem tudo haver com a realidade da Igreja, pois ela não pode em nenhum momento deixar de viver a fé e a vida, que são duas coisas que estão estritamente ligadas, por isso a Igreja quer chamar a nossa atenção”, disse o Padre Adriano.

O Coordenador para as Campanhas do Sub-Regional 2 do Nordeste 3 d CNBB, José Lorenço, lembrou que o projeto da campanha tem cinquenta e cinco anos de iniciativa, contando que tudo começou em 1961 com três padres da Cáritas com o objetivo de angariar fundos para as obras sociais, com essa ideia a Campanha tomou corpo e foi lançada oficialmente em nível nacional em 1964 pela CNBB, sempre com temas de relevância social.

Marcos Alberto, que coordena a Campanha em nível de Arquidiocese, enfatizou que a prática do trabalho irá ocorrer através de formações e debates sobre a temática da CF/2019 nos vicariatos durante o ano todo, buscando fomentar ações concretas de acordo com os objetivos específicas da Campanha.

Fotos: Jornalista Carlos Barbosa - Ascom


Arquidiocese 

aracaju

de

Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Aracaju

Praça Olímpio Campos, 228, Centro, Aracaju/SE - CEP: 49010-040

E-mail: comunicacao@arquidiocesedearacaju.org / Telefone: (79) 3216-3000