Dom João preside Missa do Crisma, em comunhão com o clero arquidiocesano



Em comunhão com o clero da Arquidiocese, o arcebispo metropolitano de Aracaju, dom João José Costa, presidiu, na manhã desta quinta-feira da Oitava de Páscoa (8), a Missa dos Santos Óleos, também chamada de Missa da Unidade, na paróquia Jesus Ressuscitado (bairro Jardins, Aracaju). Tradicionalmente, essa celebração ocorre, em nossa Arquidiocese, na manhã da quinta-feira Santa, mas foi adiada por motivos relacionados à pandemia da Covid-19.


É a cerimônia na qual o arcebispo abençoa o óleo dos catecúmenos e dos enfermos, e consagra o óleo do Santo Crisma. Nela, todos os clérigos fazem a renovação das promessas sacerdotais pronunciadas no dia da ordenação. Além de expressivo número de padres, a Santa Missa também reuniu diáconos e seminaristas. Como medida preventiva, não pôde ser oportunizada a participação dos fiéis.


“Somos ungidos e designados para, como cristãos, imitadores de Jesus, termos a missão de anunciar com palavras e com a vida o mistério pascal do Senhor, a vida que Ele trouxe com a Sua vida morta e ressuscitada”, disse dom João, na homilia, para destacar a missão e a preciosidade do ministério ordenado. Os óleos benzidos pelo arcebispo serão utilizados pelos sacerdotes, em suas paróquias, para ministrar os sacramentos do Batismo, Crisma e Unção dos Enfermos. O óleo do Crisma também é utilizado nas ordenações presbiterais e episcopais.


Mensagem ao Clero


A Santa Missa da Unidade também se constituiu em ocasião especial para uma mensagem

dirigida ao clero da Arquidiocese pelo padre Jadilson Andrade, representante dos presbíteros. “Em meio a uma desafiadora realidade de sofrimento, por conta da pandemia, expressamos nossa gratidão a Deus por ainda estarmos vivos e renovar as nossas promessas sacerdotais. Cheios de esperança, com amor, dedicação e fidelidade, continuamos cuidando do rebanho que o Senhor nos confiou”, frisou o sacerdote, que é pároco da paróquia santuário Nossa Senhora Aparecida. O padre Jadilson foi um dos diversos clérigos da Arquidiocese acometidos pela Covid-19.


Boas-vindas


Ao final da Santa Missa, houve a apresentação de vários sacerdotes que chegaram

recentemente a Arquidiocese, para exercerem o seu ministério nas paróquias de Santo Amaro (Santo Amaro das Brotas-SE), Nossa Senhora Aparecida (Aparecida-SE) e Bom Jesus dos Navegantes (Atalaia Velha, Aracaju), e ainda na Comunidade Católica Shalom.


Rádio Cultura de Sergipe


Um profundo agradecimento também foi dirigido ao clero pelo padre Marcelo Conceição, diretor-executivo da Rádio Cultura de Sergipe, em nome da Fundação Arquidiocesana de Cultura. “A emissora da Arquidiocese, a rádio da Imaculada Conceição, tem sido bastante agraciada com a contribuição mensal das nossas comunidades paroquiais. Isso tem sido primordial para o fortalecimento da missão evangelizadora da rádio”, enfatizou o sacerdote.


Por Carlos Barbosa