Dom João preside missa pela santificação de Irmã Dulce, que teve passagem por Sergipe



Aracaju e são Cristóvão viveram momentos de muita euforia e de louvor a Deus pelo reconhecimento da Igreja ao canonizar Santa a Irmão Dulce, Agora Irmã Dulce dos Pobres. A solenidade de canonização ocorreu no Vaticano, em Roma, presidida pelo Papa Francisco, na manhã do domingo, 13 de outubro.


Aqui em Sergipe, na Igreja do Convento do Carmo, em São Cristóvão, local onde Irmã Dulce foi consagrada Freira foi realizado um tríduo em preparação a este grande dia, quando foi montado um telão para a comunidade acompanhar a canonização à tarde, às 17 horas, o Arcebispo de Aracaju Dom João José Costa Presidiu a Santa Missa em ação de graças para este grande marco a Igreja no Brasil, que teve a sua primeira Santa nascida nesta terra.


A solenidade teve a presença de centenas de fiéis e de autoridades como o Governador Belivaldo Chagas, o Prefeito de Aracaju, Edivaldo Nogueira, o Prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, o Senador Rogério Carvalho, secretários de estado e municipais e vereadores de São Cristóvão.


Na comunidade da Aruana, em Aracaju, onde está localizada a Primeira Paróquia criada e que está sendo construída em homenagem a nova Santa, também teve, pela manhã, a pós a canonização, uma celebração presidida pelo Arcebispo Dom João Costa. A Paróquia já está com dois ônibus lotados para participar da primeira grande solenidade da nova santa na cidade e Salvador, que vai ocorrer no próximo domingo, 20 de outubro.


Dom João lembrou a história da irmã Dulce, da sua passagem por Sergipe, onde, em São Cristóvão, foi consagrada freira. Foi, também, aqui em terras sergipanas que saiu o primeiro milagre considerado para a sua beatificação, que foi o caso acompanhado pelo Padre Almi de Meneses de uma mulher, Cláudia Cristiane, que teve complicações no parto, tendo uma grande hemorragia, sendo desenganada pelos médios e, pela intercessão de irmã Dulce, obteve a cura.


“Momento significativo desta simples mais grande Santa Dulce dos Pobres que nos honra muito. É a primeira Santa nascida no Brasil canonizada, elevada as honras dos altares. Podemos dizer que a Bahia fez Dulce gente e Sergipe a fez Santa, pois foi aqui que ela se consagrou”, destacou Dom João.


O Governador, o Prefeito de São Cristóvão e de Aracaju estão trabalhando na possibilidade de um projeto de criação da rota dos passos de irmã Dulce, ligando a Primeira Paróquia dedicada a Santa e o Convento do Carmo em São Cristóvão, onde ele viveu parte de sua formação até ser consagrada Freira.


Arquidiocese 

aracaju

de

Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Aracaju

Praça Olímpio Campos, 228, Centro, Aracaju/SE - CEP: 49010-040

E-mail: comunicacao@arquidiocesedearacaju.org / Telefone: (79) 3216-3000