Igreja recorda primeiro ano da morte de dom Henrique Soares da Costa



Com várias celebrações especiais, a Igreja recordou, neste domingo (18), o primeiro ano de falecimento de dom Henrique Soares da Costa, que exerceu seu ministério episcopal como bispo auxiliar da Arquidiocese de Aracaju (2009-2014) e bispo diocesano de Palmares-PE (2014-2020). As cerimônias ocorreram especialmente em Palmares e na Arquidiocese de Maceió, onde dom Henrique iniciou sua caminhada sacerdotal.


No sábado (17), na capital alagoana, ocorreu o lançamento do Instituto Dom Henrique Soares da Costa (IDHSC), que tem o objetivo de preservar a história e o legado do bispo por meio da promoção da sua produção intelectual registrada em escritos e materiais audiovisuais.


De acordo com Clara Soares da Costa, irmã de dom Henrique e diretora-presidente do IDHSCO, o memorial ainda desenvolverá ações de caráter cultural, artístico, educacional, social, beneficente e assistencial.


Por enquanto, apenas boa parte do acervo estará à disposição do público na internet pelo www.domhenrique.com.br e pelo Instagram @institutodomhenrique. “O instituto tornará os ensinamentos de dom Henrique cada vez mais presentes na vida do povo de Deus”, afirma Clara Soares.


Dom Henrique morreu aos 57 anos de idade em decorrência da covid-19, após 14 dias de internação em um hospital particular, no Recife. Seu corpo está sepultado na Catedral Diocesana Nossa Senhora do Monte, em Palmares, mata sul pernambucana.


Com informações do Regional Nordeste 2 da CNBB