Maria combate as febres espirituais



A febre é um sinal de alerta de que algo está ameaçando a saúde do corpo. Pouco a pouco, a febre reduz os nossos movimentos e vai nos paralisando. As mães estão vigilantes diante dos mínimos sinais de febre para identificar as causas e combatê-las com os remédios eficazes. Além das febres físicas, existem as febres espirituais e a Mãe Aparecida está atenta a cada uma delas.


As febres espirituais ameaçam o coração e a alma. Tais febres degeneram os sentimentos, ao invés de servir, queremos possuir, ao invés de dar, queremos tirar, ao invés de beneficiar, queremos prejudicar. As febres espirituais instauram o reino ‘do meu jeito’. E a referida expressão deve ser relida com cuidado nos grupos, movimentos, pastorais e em toda a vivência cristã.


Normalmente a expressão ‘do meu jeito’ é uma oposição. E em grande parte, uma oposição ao Evangelho. Ao empregar a expressão ‘do meu jeito’, cria-se uma aversão a outro jeito, que é o ‘jeito de Jesus’. O ‘jeito de Jesus’ é perdoar, mas o meu jeito é vingar, o jeito de Jesus é inserir, mas o meu jeito é excluir. Em outros termos, ao utilizar a expressão ‘do meu jeito’, rejeita-se o jeito de Jesus.


Tomado pela febre, o coração desconhece o ‘jeito de Jesus’ e assume outros jeitos como modelos para a condução da própria vida. Maria Santíssima, a mulher evangélica por excelência, sabe como cuidar do coração febril. Existem quatro remédios para curar as febres espirituais: a oração pessoal, a caridade, o santo terço, a Eucaristia.


Maria cuida do nosso coração levando-nos ao Filho Jesus, para ouvi-Lo, abrindo-Lhe o coração, como os magos abriram os cofres, oferecendo-Lhe ouro, incenso e mirra, e hoje Lhe oferecemos o que somos e o que temos.


O coração orante é capaz de sair de si mesmo, de colocar-se em constante movimento de missão em favor dos irmãos. Maria cuida do nosso coração, percorrendo conosco as regiões montanhosas das cidades, dos bairros e demais realidades marcadas por desigualdades socioeconômicas, por violências, por privações e angústias.


Rezar o terço todos os dias, é o pedido de Maria Santíssima em suas aparições, pois se trata de uma oração eminentemente evangélica, uma vez que os mistérios contemplados são extraídos do Evangelho de Jesus.


E ainda, Maria cuida do coração febril, levando-nos a Missa, para nos alimentar de Jesus Eucaristia. No Evangelho segundo João, Jesus diz: ‘Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem come deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne, para que o mundo tenha a vida’ (João 6, 51). Jesus cura um coração tomado pela febre e o Evangelho de Marcos declara que o coração curado pôs-se imediatamente a servi-Lo (Mc 1, 29-31).


Maria ensina como servir Jesus, mas não ‘do meu jeito’, e sim do jeito do Evangelho, através da oração pessoal, da caridade, do santo terço e da Eucaristia. Maria está cuidando dos corações, livrando-nos das febres espirituais. O Evangelho afirma que do coração febril ‘derivam maus pensamentos, homicídios, adultérios, impurezas, furtos, falsos testemunhos, calúnias’ (Mateus 15,19). Assim, em profunda comunhão de oração, rezemos: Nossa Senhora Aparecida, cuida do meu coração.


Pe. João Claudio da Conceição é pároco da paróquia Nossa Senhora Aparecida (Bairro Farolândia).