Maria, Mãe do povo brasileiro



Lançamento do Cartaz da Festa de Nossa Senhora Aparecida (Farolândia)


Ao contemplar Maria, mãe do povo brasileiro, estamos diante da Rainha do céu e da terra, que cuida dos filhos e filhas com imenso amor. A soberania de Maria não deriva do domínio, mas sim do serviço. No Evangelho, Maria proclama: "Eis aqui a serva do Senhor". Da mesma forma como Jesus declara: "Eu vim para servir" (Lucas 1,38; Marcos 10,45; João 13,5).


As ações de Deus são marcadas pelo serviço. Na última ceia, Jesus lavou os pés dos discípulos. Em cada Eucaristia, Jesus lava e purifica a nossa vida. A existência de Maria é relida à luz do serviço ao Deus da Vida. Servindo a Jesus, Maria se dedica aos corações que buscam o seu Filho amado. Maria continua em busca de corações para curá-los com o óleo do perdão de Jesus.


Maria, mãe e pastora, é a mulher revestida de sol, com a lua sob seus pés, e com uma coroa de 12 estrelas. Esta é a imagem do livro do Apocalipse que faz o coração meditar os mistérios de Deus. As estrelas ao redor da coroa de Maria remetem aos 12 apóstolos que seguiram Jesus, lançando as sementes da Palavra e recebendo o Espírito Santo em Pentecostes. (Ap. 12,1)

Não há apostolado frutífero sem a presença de Maria. Não é possível ser apóstolo, sem recorrer ao apostolado de Maria e de José, uma vez que foram os primeiros apóstolos de Jesus.


O sol e a lua em volta de Maria significam a nova criação instaurada por Jesus, que se expande quando acolhemos a Palavra que restaura. Maria, mãe e rainha deve ser conhecida e amada por todos os povos.


Na diversidade da formação étnica e cultural, o povo brasileiro está seguro sob o manto de Maria, mãe de Jesus, o Rei da Vida. Os índios, europeus, africanos e todos os povos que chegaram ao Brasil nas rotas migratórias, fazem um caminho permanente de conversão à luz do evangelho de Jesus, capaz de inspirar leis, relações pessoais e comerciais, tornando-as humanas e inclusivas.


Sendo assim, as pessoas poderão usufruir da riqueza social e econômica do país, da fecundidade da terra e da abundância da graça divina, representada nas 7 árvores que aludem aos 7 sacramentos, canais eficazes das bênçãos de Deus sobre os corações sedentos de justiça, de paz e igualdade. Com Maria, mãe do povo brasileiro, rezemos: Eis a terra da fraternidade.

Pe. João Claudio é pároco da paróquia Nossa Senhora Aparecida (Bairro Farolândia, Aracaju)