Nota de falecimento da Irmã Rosana Aparecida, religiosa Escolápia



A Arquidiocese de Aracaju comunica, com profundo pesar, o falecimento da Irmã Rosana Aparecida Jacinto Pinto, do Instituto das Filhas de Maria Religiosas das Escolas Pias (Escolápias), na noite desta segunda-feira (10), vítima da Covid-19. A religiosa tinha 53 anos de idade, e estava internada no Hospital de Estância-SE, desde o último sábado (8).


Não haverá velório. O sepultamento está previsto para 16h no Cemitério Nossa Senhora da Conceição (Novo Horizonte). Antes, haverá um breve rito de encomendação diante da matriz da paróquia Nossa Senhora de Monte Serrat (Jardim Piabeta, Socorro-SE), momento que será conduzido pelo padre Adriano Andrade (pároco).


Natural de Barão de Cocais-MG, a Irmã Rosana veio para Sergipe em 2019, com a missão de contribuir com a fecunda obra social e educativa que a sua família religiosa mantém no Jardim Piabeta (Socorro-SE), o Centro Escolápio Nossa Senhora de Montserrat. Ela era uma das quatro religiosas que cuidam dessa obra. Antes de vir para Sergipe, Irmã Rosana esteve em missão na África.


Em oração, o arcebispo metropolitano, dom João José Costa, manifesta sua solidariedade aos familiares da Irmã Rosana, bem como às religiosas Escolápias, ao tempo em que exorta a todos à fé na ressurreição.

Dom João também pede aos fiéis para que permaneçam unidos em oração pelas vítimas da pandemia, clamando, pelas mãos sacrossantas de Maria, a Imaculada Conceição, o descanso eterno para a Irmã Rosana Jacinto.