Profundo pesar pelo falecimento do padre Geovani Bomfim Oliveira



A Arquidiocese de Aracaju comunica, com profundo pesar, o falecimento do padre Geovani Bomfim Oliveira, vigário da catedral metropolitana, na madrugada desta sexta-feira (18). Ele havia recebido alta hospitalar, ontem (17), após 16 dias de internação para tratamento de diabetes e problemas cardiovasculares.


O padre Antônio Peixoto, que residia com o padre Geovani na casa paroquial da catedral, informou que o clérigo se queixou de mal-estar, por volta de 1h, foi levado às pressas para o Hospital São Lucas, mas veio a óbito antes receber atendimento médico.


Natural de Itabaianinha-SE, o padre Geovani, de 54 anos, vinha cumprindo suas atribuições de vigário da catedral com algumas limitações, por causa dos problemas de saúde. Em dezembro deste ano ele completaria 20 anos de Ordenação Sacerdotal.


O corpo está sendo velado no espaço provisório da catedral metropolitana (rua Propriá, 222, Centro de Aracaju). A missa de corpo presente ocorrerá às 14h, com transmissão pela Rede Cultura de Comunicação. Clique aqui para acompanhar a celebração.


O sepultamento deve ocorrer amanhã (19), em Itabaianinha.


Em nome do clero arquidiocesano, o arcebispo metropolitano, dom João José Costa, manifesta condolências aos familiares do padre Geovani. “Damos graças a Deus pela vida deste sacerdote zeloso, pelo seu testemunho de fé, de desprendimento, de amor à Igreja e de dedicação ao povo de Deus. Confiamos ao Senhor o padre Geovani Bomfim, para que viva a alegria eterna, participando da nova vida em Cristo Ressuscitado”, disse dom João.