Seminário Maior completa 25 anos formando sacerdotes



Com uma celebração solene, foi comemorado os 25 anos de fundação do Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição, da Província Eclesiástica de Sergipe. A missa ocorreu no Auditório do próprio Seminário, no final da tarde desta segunda-feira, 7 de outubro, e foi presidida pelo Arcebispo de Aracaju, Dom João José Costa e concelebrada pelo Arcebispo Emérito Dom José Palmeira Lessa, o Bispo de Estância, Dom Giovanni Crippa e do Bispo de Itabuna/BA, Dom Carlos Alberto, que foi o primeiro Reitor. O corpo diretivo e de formadores do Seminário com vários sacerdotes, também estiveram na celebração.


A homilia foi proferida por Dom Carlos Alberto, que lembrou do início das atividades do Seminário, ainda com o então Arcebispo Dom Luciano Cabral Duarte, in memória. Funcionou, no primeiro momento, no Convento São Francisco, em São Cristóvão, depois no antigo Seminário Maior, no Bairro Industrial, em Aracaju, passando em seguida, com a chegada do Arcebispo Dom Lessa para o novo prédio, localizado hoje no bairro lamarão com uma estrutura bastante adequada para a sua grandiosidade e importância relevante para a formação dos novos sacerdotes.


“Começamos com muitas dificuldades, eram dez seminaristas, saiu um e nove foram ordenados sacerdotes. Apesar das dificuldades foi uma experiência bastante enriquecedora”, destacou Dom Carlos, que dirigiu uma palavra para os seminaristas: “Temos frutos bons e digo para vocês jovens que estão aqui, hoje das várias dioceses, amem o seminário, ajudem o seminário, sejam jovens transparentes, que determinam dentro do seu coração dar o seu sim como Maria deu” conclamou Dom Carlos Alberto que parabenizou a todos e agradeceu às pessoas que ajudaram a erguer o seminário e continuam ajudando.


O Arcebispo Dom João lembrou da importância do Seminário para a formação dos sacerdotes e ressaltou sobre a importância da data. “Há algumas datas significativos, vinte e cinco anos, por exemplo, é jubileu de prata, é uma vitória, é um alcance de todo um trabalho feito, idealizado por Dom Luciano Cabral, sempre pensando nas vocações, fez essa grande obra e, assim, o seu sucessor, Dom Lessa, deu continuidade melhorando as instalações e pensando na formação. Nós estamos prosseguindo a caminhada, por isso é momento significativo de rendermos graças a Deus e vamos continuar investindo e proporcionando o crescimento integral desta casa de formação”, exaltou Dom João.


Dom Giovanni reforçou o valor do seminário para um Bispo: “O Seminário sempre é a pupila dos olhos de uma diocese, pois nesse lugar acontece o discernimento e a formação dos futuros ministros. Desde que cheguei em Estancia, minha preocupação foi reconduzir os seminaristas da diocese para este Seminário Maior da nossa Província Eclesiástica. Acredito que uma das tarefas mais importantes de um Bispo é acompanhar a formação”, afirmou Dom Crippa.



Já Dom Lessa lembrou do seu desafio, quando assumiu a Arquidiocese, de expandir a estrutura do Seminário, como também de melhorar a qualidade dos formadores. Ele deu exemplo do Padre Valtewan que, a seu pedido, foi fazer doutorado em Roma, como também outros sacerdotes que passaram a ajudar na formação do Seminário. “Tudo foi um grande esforço da Igreja, da Arquidiocese entrou pouco mais de quinze mil reais, mas a obra custou mais de três milhões, vindos da colaboração de instituições de fora. O Seminário é o coração da Igreja é o coração do Bispo, pois é dele que sai aqueles que vão fazer o papel de Jesus-sacerdote no meio do povo”, discorreu Dom Lessa.


O Seminarista Valdivan da Silva, da Diocese de Grajaú/MA, fez os agradecimentos em nome dos seminaristas à Dom João, aos demais Bispos, aos padres formadores e demais professores e a comunidade por colaborarem com a manutenção do seminário. “Se dentro da linguagem humana tivéssemos um termo de maior valor, hoje usaríamos para agradecer aos homens que passaram e que fazem essa casa continuar acontecendo, mas a palavra que nos cabe, humanamente falar, é gratidão, que é a palavra que nos conduz a nos sentirmos acolhidos nesta casa que se preocupa com a formação dos futuros pastores da Igreja de Cristo, reconheceu o seminarista.


O seminário foi criado por decreto da Província Eclesiástica de Sergipe em 7 de outubro de 1994 e as novas instalações, onde hoje funciona, foi inaugurada com a presença do Núncio Apostólico no Brasil, da época, Dom Lorenzo Baldisseri, em 28 de outubro de 2003. Desde lá, mais de cem sacerdotes já foram ordenados no Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição.


Arquidiocese 

aracaju

de

Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Aracaju

Praça Olímpio Campos, 228, Centro, Aracaju/SE - CEP: 49010-040

E-mail: comunicacao@arquidiocesedearacaju.org / Telefone: (79) 3216-3000