Sessão especial marca celebração do Dia Nacional da Intolerância Religiosa



A comemoração do Dia Nacional da Intolerância Regional, na sexta-feira, 21 de janeiro, em Aracaju, foi pontuada com a realização de uma sessão solene no plenário do Poder Legislativo Municipal. Instituída pela lei n. 11.635/2007 a data se constitui em excelente oportunidade para uma ampla discussão acerca dos limites da liberdade de expressão que violam o direito a liberdade de crença e de culto. Não sendo exclusiva, mas inclusiva, a data traz a necessidade da reflexão social acerca do respeito e diálogo fraterno entre as diferentes profissões de fé.


A Associação de Juristas Católicos, na Arquidiocese de Aracaju (AJUCAT), foi representada na sessão especial pelo seu presidente, o doutor Adelmo dos Santos. "Reconhecermos que a liberdade religiosa é inerente a dignidade humana, de modo que se matar em nome de Deus é uma aberração, também o é transgredir os limites legais para perseguir aquele que buscam externar o que crer e deixa de crer", disse Adelmo. Enfatizou que "temos que ter esperança não só no fim da intolerância, mas no início da cultura do encontro".


O evento da Câmara Municipal foi organizado pelo vereador pastor Diego Lima.

Dr. Adelmo dos Santos, presidente da AJUCAT