Tríduo, Festa e Entronização da imagem de Santa Dulce na matriz da Malhador



A comunidade católica de Malhador-SE aguarda com grande expectativa a realização do Tríduo, Festa e Entronização da imagem de Santa Dulce dos Pobres, de 26 a 29 de agosto. Para o padre Adeilson Almeida (pároco), “será um momento especialíssimo preparado com muito carinho para marcar a acolhida da imagem da primeira santa brasileira na matriz da paróquia São José”. Para o dia da solenidade (29) estão programadas uma carreata (8h30), saindo da Casa Santa Dulce, em Itabaiana-SE, e uma Santa Missa (10h) presidida pelo arcebispo metropolitano, dom João José Costa.


Vínculo espiritual – O milagre de Irmã Dulce


Malhador tem um profundo vínculo espiritual e afetivo com Santa Dulce dos Pobres. É a cidade natal de Cláudia Cristiane Santos Araújo, a mulher que motivou o milagre atribuído à Irmã Dulce. Logo após dar à luz o segundo filho, Gabriel, na maternidade São José, em Itabaiana-SE, Cláudia sofreu uma forte hemorragia. Os médicos não conseguiram estancar o sangramento, mesmo após a realização de três cirurgias. A paciente chegou a ser desenganada pelos médicos. Diante da gravidade da situação, o padre José Almi de Menezes, amigo da família e presbítero da Arquidiocese de Aracaju, perguntou a Cláudia se ela acreditava que a Irmã Dulce poderia interceder pela sua cura. Com uma resposta positiva, foi iniciada uma intensa jornada de orações. O sangramento parou pouco depois. Também impressionou a equipe médica o fato de Cláudia não ter apresentado qualquer complicação depois da hemorragia.


O caso foi reconhecido pelo Vaticano, em janeiro de 2009, como o primeiro milagre de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a Irmã Dulce, o que propiciou sua beatificação. Mais de dez médicos brasileiros e três italianos estudaram o caso e não encontraram explicação para a cura de Cláudia.


Confira a programação do Tríduo, Festa e Entronização