Um grande passo no processo de beatificação do padre Gumercindo



O dia 27 de novembro de 2021 tem um profundo significado para a Igreja de Sergipe e, de modo especial, para a Congregação Santa Teresinha e a Sociedade Joseleitos de Cristo. É a data da sessão de abertura oficial do inquérito diocesano sobre a vida, a virtude e a fama de santidade do Servo de Deus padre José Gumercindo Santos (1907-1991), fundador das duas famílias religiosas que têm expressiva presença na Arquidiocese de Aracaju.


O ato jurídico ocorrerá na cidade de Tucano-BA, sob a presidência do bispo diocesano de Serrinha-BA, dom Hélio Pereira dos Santos.


Natural de Itabaiana-SE, o padre Gumercindo é, segundo os seus incontáveis filhos espirituais, um autêntico testemunho de seguimento de Jesus pela prática do amor. Deixou um legado de total consagração a Deus, servindo aos pobres, órfãos, jovens e vocacionados, através da educação e da prática da caridade em instituições e pastorais, em Sergipe e na Bahia. O religioso também fundou a Congregação Divino Mestre, na cidade de Tucano-BA.


Com o ato do dia 21, às 17h, abre-se oficialmente a fase diocesana para a coleta das provas testemunhais e documentais sobre a vida, as virtudes heroicas, a fama de santidade e a fama dos milagres do padre José Gumercindo.